conta coisas

www.lugarlotado@gmail.com

terça-feira

breve fábula 1 (continuação)


contemplava-a sem contabilidade de tempo, para ele o tempo era de calor ou de frio, chuva ou de clima seco. O dia era igual à noite mesmo as noites mais escuras, como ele. Não tinha relógio de pulso mas sim de barriga. O tempo era o dele, com todo o tempo para apreciar o tempo dela e por quem por ela passava.
Naquela janela sabia caber horas de conversas iguais, pareciam-lhe infinitas para sua natureza de gato. Por vezes, especulava o porquê ou para quê, ele que escutava tão simplesmente a natureza e sentia-lhe os desejos.
E depois, dadas as movimentações, sentia-lhe o estado. Olhava-a com olhos de gato meigo, pestanejava pausadamente, um olhar de afago de quem passaria mão no pêlo dela ao mesmo tempo que lhe diria; sente só o que te envolve, deixa esses restos de nada para um predador menor.
(continua)


6 comentários:

Mario Graca disse...

Cascata de sentidos, tu... ;) (sim, continua)

DoiSaboresELA disse...

Gosto! Gosto muito do que leio aqui ... :)
beijocas

Shiver disse...

E ela continua á janela........

lugar lotado disse...

;)
Beijinho

lugar lotado disse...

e eu gosto MUITO de te ter por aqui!

Beijo

lugar lotado disse...

Não sei se aguenta os dias de inverno. Assim, até ao Natal...

Beijo my Shi