conta coisas

www.lugarlotado@gmail.com

domingo

o que resta

era um suor diferente, um azedo provocado por uma adrenalina misturada a olhar de veneno, um igual a quem deitaria abaixo um passarinho indefeso. O que podia parecer ser com prazer, mas a miúda da fisga só se armava a forte.
Tão frágil, era dona de umas mãos cheias que por momentos se lhe apresentaram vazias. A vida, assim, apanhara-a num momento.
Depois parou, fechou-se para deixar de ser a manipuladora do tempo e conseguiu sorrir.
Desistiu da luta, um passado que lhe parecia mais convincente. Achou que se gostava e não se perdera, tinha pensamentos lúcidos e pareceu-lhe iluminar as ideias enquanto não chegava o amanhã.
Sacou o elástico da fisga, enrolou-o no braço. Um caldo quente apaziguou os fantasmas e a salvou de assassinar mais meia dúzia de pardais. 
A noite chegou, depois das sombras partirem. 

6 comentários:

DoiSaboresELA disse...

E de noite tudo fica mais claro... basta querermos :)

GANDALF disse...

Gosto de te ler,palavras que trazem imagens.

bjs

Water disse...

estas a ver o que te digo????

ler te é orgastico!!!!

(se foderes como escreves, o prémio Nobel da queca este ano vai para ti)

lugar lotado disse...

à noite deixa de existir sombras.

;)

lugar lotado disse...

Gosto de te ter aqui a meu lado.
Obrigada

lugar lotado disse...

isso agora são só suposições ;)

Obrigada meu querido Water e sê bem vindo a esta nova "sala"